Restaurando um colar muito antiga

Frequentemente nos são confiadas restaurações de peças raras e muito antigas.

Na foto acima, você pode admirar um magnífico colar de Napoleão III, na sua caixa original, ouro 18 quilates.

Demasiadamente danificado pelo tempo, este colar exigiu muito trabalho de restauração para recuperar o seu brilho ... Foi necessário proceder a revisão do cravejado, articulações e polimento. Trabalho dos sonhos de qualquer joalheiro. quanto às pedras, são magnificas águas-marinhas.


Restauração de um anel com uma magnífica
safira Birmânia

Recentemente, restauramos um anel cuja pedra era excepcional, respeitando o conceito e arte do joalheiro que desenhou esta jóia na década de 1960.

Esta é uma criação com uma Safira Birmânia de 35 quilates e de cor natural.


Para esta restauração, tivemos que redimensionar a pedra, os cantos foram lapidados, e fizemos uma nova moldura (conforme o original): moldurado com 4 garras duplas e pavimentados por um diamante.

Sabendo que hoje, safiras Birmânia com esse peso e esse nível de cor e qualidade são, infelizmente, se raros, foi uma satisfação trabalhar em uma jóia única como essa.